sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Boa conduta em reuniões avalia desempenho de funcionários


Por Ana Carolina Arruda - Office3


Talvez as pessoas não se dêem conta, mas a avaliação do desempenho de um funcionário ou empresário é feita principalmente nas reuniões. É nessa circunstância que se apresenta projetos e se mostra preparado para debater assuntos relacionados à área de atuação e a outros setores importantes para o bom andamento da empresa.

Mas como o profissional pode se preparar para participar de uma reunião? Segundo Newton Ferreira, psicólogo e especialista em Recursos Humanos, não importa o papel dentro da reunião. “Seja como líder ou como integrante do grupo, se você vacilar e não tiver boa participação correrá o risco de acrescentar marcas negativas à sua imagem dentro da empresa. A maneira como você participa das assembléias pode indicar sua competência e o resultado da sua atuação”, alerta.

Newton declara que se uma pessoa chega atrasada na reunião deve se justificar. “Não existe um tempo limite para atrasos, embora as conseqüências possam variar caso a caso. Apesar de estarmos acostumados a um contexto cultural no qual até 15 minutos não é considerado atraso, o bom senso indica que não devemos chegar tarde nos compromissos. Caso isso ocorra a pessoa deve se desculpar”, aconselha.

O medo, a insegurança e a timidez são alguns dos comportamentos que atrapalham a participação de um profissional durante uma assembléia. “Para nos sentir mais seguros numa reunião, precisamos acima de tudo nos preparar para uma participação produtiva. Com a prática, gradativamente conquistaremos uma desinibição e exposição pública, que nos permitirá controlar melhor a timidez”, afirma o psicólogo.

O especialista relata que se deve adotar um comportamento proativo, com perguntas, sugestões e disposição para assumir responsabilidade, melhorando a qualidade da comunicação, com linguagem verbal e não-verbal adequadas. “A postura física deve ser equilibrada e natural, além de demonstrar boa disposição e atenção”, ressalta.

O psicólogo, ao longo de anos de experiência, faz uma observação sobre a preparação dos participantes antes da reunião. “Os integrantes normalmente não sabem e não se interessam em saber qual o assunto que será abordado, o objetivo, para que a conversa seja produtiva”, enfatiza.

Newton garante que sempre se deve opinar e oferecer alguma contribuição durante uma reunião de trabalho com empatia. “Existem cinco regras essenciais para obter sucesso dentro da empresa: preparação estratégia, participação ativa, comunicação eficaz, postura agregadora e predisposição para assumir responsabilidades”, finaliza.


Gostaria de complementar que reuniões empresariais devem ser objetivas... Devem acima de tudo respeitar o tempo das pessoas. Todos têm trabalho, responsabilidades, e não podemos desperdiçar tempo repetindo as coisas, buscando assuntos que não tenham relação com a pauta.

Uma pitada de descontração sempre cai bem se a reunião é de brainstorm, reuniões estratégicas, tomadas de decisão devem ser levadas a sério. O que não significa que tenham de ser reuniões "chatas".

Acho importante darmos espaço para que todos falem, as ideias devem ser discutidas e valorizadas, e é sempre de bom tom ter cuidado com comentários pós-reunião... As críticas devem ser feitas na hora!

Aproveite para melhorar sua imagem em reuniões, treine uma comunicação eficaz, estude muito e agregue sempre!


Abraço,

Um comentário:

Ocappuccino disse...

faço estágio em grande empresa e posso afirmar que muitas reuniões não servem pra nada, uns até brincam que tal departamento vive em reunião, creio que reunião deve ser para decidir ou afinar as diretrizes, no mais e-mails ou telefonemas ou simples conversas podem decidir.

abraços,mateus d'ocappuccino